quinta-feira, 7 de setembro de 2017

Entrega do 5º Prêmio SFX de Literatura será dia 23 de setembro em São José dos Campos

Imagem aérea do Parque Vicentina Aranha
Foto: Adenir Britto
Depois de quatro anos sendo realizada no distrito de São Francisco Xavier, a entrega do Prêmio SFX de Literatura, que está na sua quinta edição, acontecerá em São José dos Campos, no dia 23 de setembro, a partir das 10h30, no Parque Vicentina Aranha (Sala Reginaldo Poeta). A solenidade é aberta ao público e a expectativa é que um bom número de escritores compareça para receber o prêmio.

Ao todo, 35 escritores serão premiados com exemplares da antologia que reúne todos os contos e poesias selecionados e que também será lançada no local. Os autores são de dez diferentes estados, do Distrito Federal e um de Portugal. Durante a solenidade serão homenageadas as escritoras Helenita Scherma, de Jacareí, na categoria poesia, e Conceição Molinaro, de Taubaté, na categoria conto.

“Mais uma vez estamos cumprindo com o compromisso assumido por nós e nossos parceiros em 2014, em prol da literatura e dos autores da região, destaca o idealizador e organizador do Prêmio SFX de Literatura, Cristovão Cursino. “O apoio das academias de letras de Jacareí, São José dos Campos, Caçapava, Lorena e do IEV (Instituto de Estudos Valeparaibanos) foram fundamentais para não desistirmos”, ressalta. 

Com a mudança de local este ano, do distrito para a cidade, Cristovão Cursino também agradece o apoio recebido da Associação para o Fomento da Arte e da Cultura (AFAC) e da Fundação Cultural Cassiano Ricardo, que cederam o espaço da Sala Reginaldo Poeta, no Parque Vicentina Aranha, onde será realizada a solenidade de entrega do prêmio. 

HELENITA SCHERMA

Helenita Scherma
A escritora Helenita Scherma é nascida em Jacareí, tem 62 anos, e é membro da Academia Jacarehyense de Letras. É psicóloga, psicoterapeuta familiar e individual, e terapeuta floral de Bach. Escreve poemas, sonetos e prosa desde os 12 anos; e tem dois livros publicados: ‘Canção do Sonho Acabado & outros poemas’ e ‘Faces da alma’. Também já escreveu para vários jornais regionais sobre psicologia e literatura. Já participou de inúmeros concursos literários e ganhou vários prêmios. Em 2013 foi homenageada pela Câmara de Jacareí como ‘Mulher Cidadã’.

Não importa o substantivo

Sobre Helenita Scherma, o escritor Benedicto Sérgio Lencioni diz: “Helenita é poeta, ou poetisa, não importa qual substantivo. Sonetista de excelentes versos, introspectiva, clássica, na mais difícil arte dos poemas. Versos ricos soam na frase melódicos, limpos, claros cristalinos como água de fonte.

“Aprecio Helenita como poeta maior, forte – “arrombo com fúria o cadeado” – e mostra-se veraz e voraz – "esmago, com meus sapatos, restos do meu coração". A alma sensível da mulher expressa-se com fúria. Helenita é pequena e delicada, apenas fisicamente. Seus poemas são para ler e pensar, na beleza dos seus versos e de suas emoções”, completa Lencioni.

CONCEIÇÃO FENILLE MOLINARO

Conceição Molinaro
É pesquisadora da obra de Monteiro Lobato e da cultura popular, em especial, a vale paraibana. É escritora de literatura infanto-juvenil e também de contos, poesias, crônicas e peças teatrais. Foi presidente da Academia Taubateana de Letras, é membro da Academia de Letras de Lorena e do Instituto de Estudos Valeparaibanos (IEV). Pelos serviços culturais desenvolvidos no Vale do Paraíba foi homenageada pela Soberana Ordem Dom Pedro I – São Paulo, no grau de Comendadora. Em 2016 recebeu o título de Cidadã Taubateana.

Conceição é formada em Educação Artística pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, foi professora de Artes Cênicas e Diretora da Escola de Artes Maestro Fego Camargo. Foi Diretora de Cultura de Taubaté, Secretária de Cultura de Tremembé e Secretária de Cultura de Lorena. Autora de obras como ‘O Tesouro da Emília’, ‘ Tia Nastácia e o Folclore’ e ‘Quindim na Corda Bamba’, entre outros. Atualmente está escrevendo um livro sobre o Maestro Fego Camargo, pai da apresentadora Hebe Camargo.

A palavra é talento

Para a escritora Sonia Gabriel, a palavra para Conceição Molinaro é talento. “Múltipla, todos os seus projetos são marcados pelo talento e pelo comprometimento em ampliar o acesso da população à diversidade artística”.

“Como escritora, pesquisadora e educadora, a lorenense está enraizada na memória valeparaibana e tem seu talento reconhecido para além das margens do rio Paraíba do Sul, por meio de suas obras (‘O tesouro da Emília’, ‘Quindim na corda bamba’, ‘Tia Nastácia e o folclore’ e ‘O sabugo inventor’) ”, destaca Sonia.

PARQUE VICENTINA ARANHA
Rua Eng. Prudente Meireles de Moraes, 302, Vila Adyanna

sexta-feira, 14 de julho de 2017

5º Prêmio SFX de Literatura já tem os 35 autores que serão premiados. Seis são do Vale

O 5º Prêmio SFX de Literatura já tem definidos os 35 autores (15 na categoria adulto e 5 na juvenil no estilo conto; e 15 na categoria adulto no estilo poesia) que serão premiados este ano. Os ganhadores receberão como prêmio vinte exemplares da antologia onde serão publicados seus trabalhos. 

A data e local da solenidade de premiação será divulgada na próxima semana, mas está certo que ela acontecerá no mês de agosto, como previsto anteriormente. 

Confira aqui os premiados

Os autores que tiveram seus trabalhos escolhidos são do Distrito Federal (1), dos estados da Bahia (1), Pará (2), Paraíba (2), Paraná (2), Pernambuco (1), Rio Grande do Norte (1), Rio de Janeiro (5), Rio Grande do Sul (1), Santa Catarina (2), São Paulo (16) e de Porto/Portugal (1). Do Vale do Paraíba, seis tiveram seus trabalhos escolhidos – cinco de São José dos Campos e um de Taubaté.   

O concurso deste ano contou com a participação de 262 autores de 19 estados brasileiros, do Distrito Federal e de outros países, como Japão, Itália e Portugal, que inscreveram um total de 571 trabalhos (entre contos e poesias).

Destaques

O concurso deste ano apresentou alguns destaques interessantes. O escritor e poeta André Kondo, de Jundiaí (SP), foi premiado em todas as cinco edições. Este ano foi selecionado com o conto 'Esconde-Esconde'. Já o escritor e poeta Airton Souza de Oliveira, de Marabá (PA), foi classificado nas duas modalidades, com o conto 'A Biblioteca estava viva, e agora?', e com a poesia 'De saudades fazem os dias'. 


O Prêmio SFX de Literatura, de iniciativa do empresário e editor Cristovão Cursino, é realizado em parceria com as academias de letras de São José dos Campos, Caçapava, Jacareí e Lorena, e o Instituto de Estudos Valeparaibanos (IEV).

“Mais uma vez o concurso alcançou seu objetivo, abrindo espaço para novos trabalhos literários e estimulando o surgimento de novos escritores. Nosso blog alcançou a marca de 95 mil visualizações”, enfatiza Cristovão.

'Encontro na Mantiqueira' é cancelado

A entrega do Prêmio SFX de Literatura estava prevista para acontecer juntamente com a segunda edição do Encontro na Mantiqueira, programado para os dias 11, 12 e 13 de agosto no distrito de São Francisco Xavier, mas o evento literário foi cancelado pelos organizadores. Confira aqui as razões apresentadas. Apesar disso, a premiação do concurso não será afetada. 

“Lamentamos que isso tenha ocorrido, pois todos saem perdendo, principalmente autores da região, que não terão oportunidade de mostrar e divulgar seus trabalhos à comunidade de uma forma direta e bastante democrática”, ressalta Cristovão Cursino.  

domingo, 30 de abril de 2017

5º Prêmio SFX de Literatura tem 571 obras inscritas, do Brasil e também do exterior

Da esquerda para a direita: Ricardo de Campos Ferras (Academia de Caçapava)
Cristovão Cursino (promotor), Maria Soares Mira, Benedito Veloso (presidente) e Paulo de Almeida Ramos Sobrinho (os três da Academia de Jacareí)
Os números são significativos e atestam que o Prêmio SFX de Literatura está entre os melhores concursos literários do Brasil. Em sua quinta edição este ano, o concurso de contos e poesias registrou 571 obras inscritas de 262 autores de 19 estados brasileiros, Distrito Federal e dos países Japão, Itália e Portugal. O resultado com o nome dos premiados deve ser divulgado no dia 15 de julho aqui no blog. 

O Estado de São Paulo tem o maior número de autores​ inscritos, 125 (40%), seguido do Rio de Janeiro (27)​, Minas Gerais (21)​ e Paraná (20)​. Os demais inscritos são dos estados de Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Distrito Federal.

O Vale do Paraíba está concorrendo com 43​ autores de 11 cidades, ​a maioria de São José, 23. As demais cidades são de Jacareí, Roseira, Taubaté, São Sebastião (com três cada uma), Caçapava, Guará, Pindamonhangaba, Cunha, Campos do Jordão​, ​Caraguatatuba (um autor de cada cidade).

"O concurso é um sucesso de realização, participação, integração e qualidade", destaca o empresário e editor Cristovão Cursino, promotor do prêmio. "Mas tudo isso tem sido possível graças às parcerias com as academias de letras da região e com o IEV. Além da importante organização da profissional Helena Morales e das colaborações de João Vitor Cursino e do artista plástico Edison Braga", ressalta Cristovão. 

Os envelopes com as fichas de inscrição e os trabalhos dos autores foram abertos no dia 5 de abril na sede da JACursino Editores, em São José dos Campos, nas presenças de representantes das academias de letras de Jacareí e Caçapava, parceiras do concurso ao lado das academias de São José e Lorena e do Instituto de Estudos Valeparaibanos (IEV). 

A solenidade de entrega do prêmio ainda não tem data definida, mas deverá ser realizada no segundo semestre do ano, durante o evento Encontro na Mantiqueira - Literatura em Foco, no Distrito de São Francisco Xavier.