sexta-feira, 14 de julho de 2017

5º Prêmio SFX de Literatura já tem os 35 autores que serão premiados. Seis são do Vale

O 5º Prêmio SFX de Literatura já tem definidos os 35 autores (15 na categoria adulto e 5 na juvenil no estilo conto; e 15 na categoria adulto no estilo poesia) que serão premiados este ano. Os ganhadores receberão como prêmio vinte exemplares da antologia onde serão publicados seus trabalhos. 

A data e local da solenidade de premiação será divulgada na próxima semana, mas está certo que ela acontecerá no mês de agosto, como previsto anteriormente. 

Confira aqui os premiados

Os autores que tiveram seus trabalhos escolhidos são do Distrito Federal (1), dos estados da Bahia (1), Pará (2), Paraíba (2), Paraná (2), Pernambuco (1), Rio Grande do Norte (1), Rio de Janeiro (5), Rio Grande do Sul (1), Santa Catarina (2), São Paulo (16) e de Porto/Portugal (1). Do Vale do Paraíba, seis tiveram seus trabalhos escolhidos – cinco de São José dos Campos e um de Taubaté.   

O concurso deste ano contou com a participação de 262 autores de 19 estados brasileiros, do Distrito Federal e de outros países, como Japão, Itália e Portugal, que inscreveram um total de 571 trabalhos (entre contos e poesias).

Destaques

O concurso deste ano apresentou alguns destaques interessantes. O escritor e poeta André Kondo, de Jundiaí (SP), foi premiado em todas as cinco edições. Este ano foi selecionado com o conto 'Esconde-Esconde'. Já o escritor e poeta Airton Souza de Oliveira, de Marabá (PA), foi classificado nas duas modalidades, com o conto 'A Biblioteca estava viva, e agora?', e com a poesia 'De saudades fazem os dias'. 


O Prêmio SFX de Literatura, de iniciativa do empresário e editor Cristovão Cursino, é realizado em parceria com as academias de letras de São José dos Campos, Caçapava, Jacareí e Lorena, e o Instituto de Estudos Valeparaibanos (IEV).

“Mais uma vez o concurso alcançou seu objetivo, abrindo espaço para novos trabalhos literários e estimulando o surgimento de novos escritores. Nosso blog alcançou a marca de 95 mil visualizações”, enfatiza Cristovão.

'Encontro na Mantiqueira' é cancelado

A entrega do Prêmio SFX de Literatura estava prevista para acontecer juntamente com a segunda edição do Encontro na Mantiqueira, programado para os dias 11, 12 e 13 de agosto no distrito de São Francisco Xavier, mas o evento literário foi cancelado pelos organizadores. Confira aqui as razões apresentadas. Apesar disso, a premiação do concurso não será afetada. 

“Lamentamos que isso tenha ocorrido, pois todos saem perdendo, principalmente autores da região, que não terão oportunidade de mostrar e divulgar seus trabalhos à comunidade de uma forma direta e bastante democrática”, ressalta Cristovão Cursino.  

domingo, 30 de abril de 2017

5º Prêmio SFX de Literatura tem 571 obras inscritas, do Brasil e também do exterior

Da esquerda para a direita: Ricardo de Campos Ferras (Academia de Caçapava)
Cristovão Cursino (promotor), Maria Soares Mira, Benedito Veloso (presidente) e Paulo de Almeida Ramos Sobrinho (os três da Academia de Jacareí)
Os números são significativos e atestam que o Prêmio SFX de Literatura está entre os melhores concursos literários do Brasil. Em sua quinta edição este ano, o concurso de contos e poesias registrou 571 obras inscritas de 262 autores de 19 estados brasileiros, Distrito Federal e dos países Japão, Itália e Portugal. O resultado com o nome dos premiados deve ser divulgado no dia 15 de julho aqui no blog. 

O Estado de São Paulo tem o maior número de autores​ inscritos, 125 (40%), seguido do Rio de Janeiro (27)​, Minas Gerais (21)​ e Paraná (20)​. Os demais inscritos são dos estados de Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Roraima, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Distrito Federal.

O Vale do Paraíba está concorrendo com 43​ autores de 11 cidades, ​a maioria de São José, 23. As demais cidades são de Jacareí, Roseira, Taubaté, São Sebastião (com três cada uma), Caçapava, Guará, Pindamonhangaba, Cunha, Campos do Jordão​, ​Caraguatatuba (um autor de cada cidade).

"O concurso é um sucesso de realização, participação, integração e qualidade", destaca o empresário e editor Cristovão Cursino, promotor do prêmio. "Mas tudo isso tem sido possível graças às parcerias com as academias de letras da região e com o IEV. Além da importante organização da profissional Helena Morales e das colaborações de João Vitor Cursino e do artista plástico Edison Braga", ressalta Cristovão. 

Os envelopes com as fichas de inscrição e os trabalhos dos autores foram abertos no dia 5 de abril na sede da JACursino Editores, em São José dos Campos, nas presenças de representantes das academias de letras de Jacareí e Caçapava, parceiras do concurso ao lado das academias de São José e Lorena e do Instituto de Estudos Valeparaibanos (IEV). 

A solenidade de entrega do prêmio ainda não tem data definida, mas deverá ser realizada no segundo semestre do ano, durante o evento Encontro na Mantiqueira - Literatura em Foco, no Distrito de São Francisco Xavier. 

quarta-feira, 29 de março de 2017

Prazo de inscrição para o 5º Prêmio SFX de Literatura termina nesta sexta-feira (31)

O produtor cultural Cristovão Cursino coordena entrega do prêmio
O mundo dos concursos literários no Brasil é imenso. Não há dados oficiais sobre a quantidade realizada anualmente e o número de participantes, mas uma simples busca na internet já nos dá a dimensão da sua grandiosidade e abrangência. São concursos promovidos por entidades de nível nacional, como a Academia Brasileira de Letras, e até mesmo por produtores culturais independentes, como temos na região do Vale do Paraíba.  

As inscrições devem ser feitas aqui pelo blog.

Em São José dos Campos, por exemplo, o Prêmio SFX de Literatura, lançado em 2013 pelo produtor cultural Cristovão Cursino, chega este ano à sua quinta edição. O concurso é de contos e poesias e o prazo para inscrições termina no dia 31 de março (sexta-feira). Até o momento, 157 autores de 17 estados brasileiros e outros três países (Japão, Portugal e Itália) já se inscreveram. A estimativa é que ao final deste prazo sejam 450 trabalhos inscritos.

“Quando lançamos o prêmio não imaginávamos que ele fosse ter toda essa repercussão e isso é surpreendente. Nosso objetivo sempre foi e continuará sendo o de valorizar a produção literária e contribuir para o surgimento de novos escritores, não esquecendo que a região do Vale do Paraíba tem muitos bons autores, que nem sempre reconhecidos pelas grandes editoras”, enfatiza Cristovão Cursino.

Razão do nome

O concurso ganhou este nome porque sua premiação, desde o início, acontece em São Francisco Xavier, distrito de São José dos Campos, local onde o Governo Estadual e a Prefeitura realizaram (de 2008 a 2015) o Festival da Mantiqueira – Diálogos com a Literatura. No ano passado, já sem apoio do Estado, o evento passou a se chamar Encontro na Mantiqueira – Literatura em Foco.

“O clima de literatura que toma conta do distrito na época desses eventos sempre foi propício para a entrega da nossa premiação, por isso é que procuramos coincidir as datas”, explica Cristovão Cursino. “Além disso tem o envolvimento pretendido com a comunidade e a contribuição turística, pois muitos premiados não conhecem as belezas do local e acabam se hospedando e gastando no comércio do distrito”, ressalta Cristovão.

A intenção do produtor cultural é que a premiação, este ano, ocorra novamente no distrito, mas a data vai depender de quando a nova edição do Encontro na Mantiqueira vai acontecer. “Queremos continuar aproveitando o clima do evento, mesmo que não façamos parte da programação oficial, destacou Cristovão.

De onde vem o apoio

Nestes anos todos, apesar de ter sua importância reconhecida pelo poder público municipal, o Prêmio SFX de Literatura recebeu apenas apoio estrutural da Fundação Cultural Cassiano Ricardo (FCCR), entidade responsável pela organização dos espaços e atividades joseenses no Festival da Mantiqueira e no Encontro na Mantiqueira.

O Prêmio SFX de Literatura tem apoio das academias de letras de São José dos Campos, Jacareí, Caçapava e Lorena, além do Instituto de Estudos Valeparaibanos (IEV). Seus representantes atuam diretamente na análise dos documentos solicitados aos inscritos e na avaliação e pontuação da obras literárias premiadas.

O concurso premia os autores dos 20 melhores contos (15 da categoria adulto e 5 da categoria juvenil) e das 15 melhores poesias. Cada autor recebe como prêmio vinte exemplares da coletânea que reúne os 35 melhores trabalhos. “Apesar de o concurso não ter prêmios em dinheiro ou bens materiais, ele tem sido bastante procurado”, justifica Cristovão Cursino.

Divulgação

Em cinco anos de existência, o Prêmio SFX de Literatura já teve algumas de suas edições publicadas pela imprensa local, mas também tem um blog próprio na internet (que já chegou a quase 90 mil visualizações) e um perfil no Facebook para sua divulgação. Além disso, também tem um importante apoio do blog Concursos Literários, que divulga realizações de todo o Brasil e até do exterior.